Como encontrar maiores e melhores clientes fora destes grandes sites de divulgação de trabalho como 99design, UpWork, UpLogo, Canva, etc?

como encontrar maiores e melhores clientes

Como encontrar maiores e melhores clientes? Talvez, enquanto profissional criativo ou empresário, você nunca tenha estado em um site desses. São empresas voltadas especificamente para concentrar profissionais criativos e donos de negócios a encontrarem a melhor solução pelo menor preço. Essas plataformas são o Upwork, Canva, eLance, UpLogos, FreeLogoServices, entre outros. Os clientes estão todos lá, eles descrevem exatamente o que precisam e dizem o quanto querem pagar. Parece uma situação legal, certo? Quase como ir pescar num aquário: tudo é transparente e todos estão no mesmo campo de jogo.

Mas depois de alguns projetos, esses sites começam a ficar desconfortáveis e você repara que você nunca ganhará dinheiro suficiente para pagar suas contas.

É triste. Mas é verdade.

Como encontrar maiores e melhores clientes? 1

É como pescar em um aquário, mas você e todos os seus concorrentes sabem disso. Esses peixes são apresentados com muitas iscas, e podem escolher facilmente o que:
– Doer menos (mais barato)
– Eles já tiveram essa experiência antes
– Eles viram primeiro
– Destaca-se o que mais viável

Não sei se já foi essa sua experiência, mas te asseguro: é uma droga. Eu postei recentemente que precisava de um designer para um projeto e tive resposta de mais de MIL, você leu certo: MAIS DE MIL DESIGNERS. Fiquei espantado que muitos deles não tinham experiência alguma e mal conseguiam escrever de forma correta.

Como encontrar maiores clientes fora desses sites?

como usar upwork ou 99designs

É difícil. Pelo menos no início. Não deixe ninguém te dizer o contrário. Mas é absolutamente possível com trabalho duro.

Isso ajuda a aprender um pouco sobre psicologia do consumidor. Seu cliente desses sites provavelmente foi atraído por algumas dessas razões:

– Eles querem encontrar um acordo ou não podem arcar com os valores cobrados pela nossa indústria.

– Eles não tem ideia de onde procurar por esse tipo de serviço.

– Eles podem estar preocupados em serem passados pra trás e acabarem se ferrando.

Agora daremos uma olhada nos clientes que confiam em um trabalho de design:

– Eles já trabalharam com um design antes
– Eles conhecem alguém que trabalhou com design antes
– Eles conhecem o designer profissionalmente
– Eles contrataram o designer nas mídias sociais porque eles tem um grande número de seguidores
– Eles vêem o trabalho no portfolio dos designers que se parece com o trabalho que eles querem fazer.

Essa lista não acaba aí, mas você já nota a diferença. A causa subjacente da decisão de compra é a mesma, mas seus resultados e ações variam muito. Então, qual é o único ponto aqui?

Clientes de projetos maiores compram a garantia e não procuram em sites como os citados.

A garantia é tudo para um cliente que paga muito. O que isso significa? Clientes de designers mais expressivos estão procurando você para que você consiga garantir que você consiga fazer o trabalho (1) bem feito, (2) no prazo, (3) dentro do budget. Comunicar isso é fundamental, mas vamos dar uma olhada em um simples processo de quatro etapas para se conectar com esses clientes maiores.

1 – Defina com quem você deseja trabalhar

Este passo é fundamental e muitas pessoas o executam mal. Explore seus interesses, paixões, crenças e hobbies. Vamos supor que você é um entusiasta da cerveja artesanal – o que impediria você de trabalhar com uma cervejaria local? Elabore uma lista completa de cervejarias, bares e lanchonetes na sua região. Então aprenda um pouco sobre a liderança corporativa e a estrutura da empresa. Quem é responsável pela imagem da marca? Quem é responsável pela compra de mídia ou materiais de marketing?

Depois de fazer isso, descubra todas as maneiras pelas quais você pode conscientizar as pessoas de que você existe. Procure exemplos de uma jornada do consumidor e use uma combinação de seu conhecimento e bom senso para traçar uma jornada para cada tipo de empresa com a qual deseja trabalhar.

2 – Posicione-se

Esse é o segundo passo por um motivo. Você deve espelhar quem são seus clientes desejados e o que eles precisam. Tesla pode até ser um ótimo carro, mas eles teriam dificuldade em vencer para alguém que comprasse um carro “off-road”. O seu site reflete sua posição? Reflete com quem você quer trabalhar?

É aqui que você vende a sua garantia. Você tem ótimos exemplos do seu melhor trabalho? O seu site tem erros gramaticais? Você tem referências e depoimentos disponíveis e visíveis?

Se você está se posicionando como um freelancer, eu recomendo fortemente o desenvolvimento de um estilo de nicho e oferta de serviços. Em outras palavras, não tenha um site que ofereça ou exiba “web-design”, design de personagens, ilustração, trabalho de impressão, tipografia em um só lugar. Alguém que esteja procurando por um especialista verá isso e sairá de perto rapidamente. Se você está se posicionando como uma agência, ou como um “nós”, você tem um pouco mais de liberdade, mas definitivamente se atém a um grupo definido de serviços.

3 – Seja visível.

Dentro da jornada do seu cliente, você deve ter identificado várias oportunidades para aumentar a conscientização do seu negócio. Agora é hora de agir sobre esses itens. Criar uma conta especializada no Instagram, ir até esses restaurantes e cervejarias e conversar com a equipe, conectar-se com o LinkedIn, ser ativo em pequenos grupos locais ou competir em premiações. Explore todas as maneiras que você pode usar para se destacar e conscientizar as pessoas do que você faz.

4 – Conecte

Depois de executar seus esforços de conscientização passiva, é hora de um combate corpo-a-corpo. Escolha cinco das pessoas listadas no primeiro passo. Vou sugerir algo que vai contra todos seus instintos nesse momento:

Convide-os para almoçar.

Ou café. Ou para uma boa cerveja. Basta convidá-los para se conectar. Sem amarras, sem querer vender nada. Basta dizer que você é novo na cidade/negócio/na sua loja nova, e que você gostaria de aprender com essa pessoa e a inteligência que ela adquiriu. Simples assim. Você pode enviar um e-mail de três linhas para eles, enviar um tweet ou parar na frente da empresa e convidá-los pessoalmente. Seja como for, seja cordial, amistoso e assegure-se de que você não está lá para vender algo. As pessoas detestam isso.

Isso realmente faz parte da fase de conscientização, e é quase como uma ligação fria. Quando se sentar com eles, faça perguntas. Como vocês chegaram a essa identidade? Quem os ajudou com o trabalho de embalagem? Qual é a pior parte do trabalho deles? Mostre interesse genuíno, não faça pose.
Agora você pode não conseguir trabalhar logo de cara. Mas se você continuar a se sentar com as pessoas, seu nome começará a aparecer em conversas do setor. Você ficará surpreso quando o primeiro projeto de design chegar aos seus pés à uma distância de um whatsapp.

NÃO EXISTE CERTEZA

Não há nenhuma maneira comprovada de encontrar maiores clientes. Encontrar clientes de design bem remunerados, como em qualquer outra venda, é tudo sobre pessoas. Não esqueça de fazer essa jornada do consumidor e se esforce para se conectar genuinamente com outros seres humanos que estejam posicionados para ajudá-lo a crescer. É ainda melhor se você puder oferecer valor imediatamente, mesmo que seja simplesmente na forma de uma conversa que estimule a outra pessoa.

Deixa nos comentários o que você pensa sobre tudo isso 😊

 

 

 

Fechar Menu